Conheça a Anatomia do Seu Calçado de Segurança

Conheça a Anatomia do Seu Calçado de Segurança

conheca-a-anatomia-do-seu-calcado-de-seguranca

O Calçado de Segurança é item essencial para quem utiliza EPIs no ambiente de trabalho. Ele não apenas protege os pés contra possíveis batidas e topadas pelo caminho, ou diminui o impacto durante a queda de objetos, como também serve de instrumento para manter os pés confortáveis e tornar a caminhada ou o tempo em pé mais agradável para o funcionário. Mas você conhece o Calçado de Segurança por dentro? Sabe do que ele é feito? Acompanhe este artigo até o final para saber tudo o que precisa sobre esse importante EPI que atende a NR-6.

Para cada tipo de atividade exercida existe um Calçado de Segurança para atender às exigências de segurança para cada área e, mais importante, garantir a segurança e integridade física dos funcionários da empresa. Entre as opções disponíveis no mercado, as mais comuns e usuais são a Bota de Segurança, o Sapato de Segurança e a Botina de Segurança. Esse é um tipo de EPI que os próprios funcionários das Fábricas de Calçados de Segurança precisam utilizar, então eles sabem da importância de se produzir um material de qualidade.

Características do seu Calçado de Segurança

Você sabe o que é cabedal ou contraforte? Já ouviu falar em EVA ou entressola? Todas essas são partes essenciais do Calçado de Segurança, responsáveis por proteger todos os pontos do pé, fornecer conforto e segurança para que os funcionários possam exercer suas atividades sabendo que estão protegidos. Para conhecer bem um Calçado de Segurança é importante saber o que são cada um desses itens.

Cabedal: o cabedal é a parte externa do Calçado de Segurança, acima do solado. É importante que o material do cabedal seja resistente, mas ao mesmo tempo ofereça flexibilidade para que o usuário tenha conforto na hora de utilizar seu EPI. Pode ser feito em couro ou plástico, também conhecido como EVA, e precisa ter uma espessura mais grossa para que os pés fiquem protegidos.

Contraforte: localizado na parte de trás do Calçado de Segurança, é uma área bastante reforçada, também acima do solado, que oferece proteção ao calcanhar e estabilidade para o sapato como um todo. É produzido em formato anatômico para que possa se adaptar ao formato do calcanhar e protegê-lo completamente.

Biqueira: localizada na ponta do calçado, é feita de material reforçado para oferecer proteção resistente contra a queda de objetos, o chute ou topada com superfícies que possam machucar os pés do usuário. Deve ter um formato largo para que não esprema os dedos do usuário e possa oferecer conforto. Além disso, na parte interna do calçado há uma proteção da biqueira.

Ilhós: os ilhós estão presentes nas Botas de Segurança, Sapatos de Segurança e Botinas de Segurança que precisam de cadarço para serem amarrados. Eles são aqueles furos por onde os cadarços passam da ponta do cabedal até a lingueta. O calçado precisa fornecer ilhós suficientes para que o cadarço fique firme e deixe o sapato bem preso aos pés do usuário.

Cadarço: se trata de cordões achatados que servem para serem passados por dentro dos ilhoses para que o calçado seja amarrado, ficando seguramente preso ao pé do funcionário.

Lingueta: a lingueta fica localizada na parte central do cabedal e tem a função de proteger os pés do contato com o cadarço.

Forro: o forro é a parte interna do Calçado de Segurança, onde os pés ficam acomodados. Tem a função de oferecer conforto ao usuário e absorver o suor produzido com as atividades do dia a dia.

Palmilha: a palmilha fica dentro do sapato, sob os pés do usuário, fixada ao cabedal por meio de costura. Ela tem a função de aumentar o conforto na pisada e evitar que o pé fique em contato direto com o solado.

Salto: localizado na parte de trás do Calçado de Segurança, tem a função de proporcionar apoio para o calcanhar, tornando a caminhada e o tempo em pé mais confortáveis e seguros.

Entressola: a entressola tem função essencial no conforto do calçado. Ela fica localizada entre a palmilha e o solado do sapato e deve auxiliar na absorção do impacto da caminhada, fornecendo conforto para os movimentos do pé.

Solado: a parte de baixo do Calçado de Segurança, responsável por garantir que o sapato se prenda ao chão quando o usuário caminha, evitando possíveis escorregões e quedas. O solado fica preso ao cabedal e deve ser feito de forma larga, para que o pé tenha espaço para se mover dentro do forro.

Por dentro do Mundo dos EPIs

Agora você já conhece melhor a anatomia do Calçado de Segurança e pode falar com mais propriedade sobre ele. Essas são informações essenciais que fazem parte das pesquisas de quem tem interesse em adquirir sapatos, botas ou botinas para seus funcionários. Conhecer todas as partes e entender para que servem é importante e torna a prestação de serviço mais confiável.

Acha que as principais partes do Calçado de Segurança foram descritas nesse texto? Deixamos alguma informação importante de lado? Se você também tem interesse nesse tema e acha que podemos acrescentar mais informações sobre esse importante EPI, compartilha com a gente o seu conhecimento. Vamos adorar recebê-lo.

Um grande abraço!
WorkEPIs Calçados de Segurança

cta_recompensa_blog_workepis

 

8 Comentários

  1. Valdemar disse:

    Olá equipe WorkEPIs, sou revendedor de epi’s aqui da cidade de itaquaquecetuba e tenho uma grande dificuldade em explicar para meus clientes a diferença da biqueira composite e biqueira de aço, por ser um material novo no mercado.

    Poderia fazer a gentileza de me explicar ou fazer um post.

    • Equipe WorkEPIs disse:

      Prezado Valdemar, boa tarde!

      Obrigado por contribuir com o nosso Blog.
      Vamos produzir e publicar na próxima semana, ok?
      Obrigado por participar! Seu comentário foi ótimo!
      Um grande abraço,
      Equipe WorkEPIs

  2. Felipe Meneghetti disse:

    Boa noite!!!

    Acompanho diariamente o site de vocês e sempre estou por dentro das novidades que ocorrem por aqui. Porém, após uma consulta rápida nos comentário me deparei com essa brilhantes pergunta do Sr. Valdemar e resolvi fazer a seguinte complementação. Caros companheiros gostaria que vocês realizassem um post a respeito do bidensidade e também do mono densidade, que são objetos de trabalhos novos e que acabam causando uma séries de dúvidas, tanto nos compradores quanto nos colaboradores ao utilizar um material ” diferenciado”.
    Outrossim é de extrema importância esse pequenos detalhes para possamos realizar compras mais objetivas.

    👩‍👩‍👦‍👦 Família WorkEPIs, parabéns a todos por estas inovação.

    • Equipe WorkEPIs disse:

      Caro Felipe, bom dia!
      Em primeiro lugar, muito obrigado por sua amabilidade! Ficamos extremamente felizes com seu depoimento. 😀
      Este conteúdo já foi produzido (vc está completamente correto, há muita dúvida há respeito) e publicaremos muito em breve, por isto, fique atento ao nosso email que segue todas às segundas! Ok?
      Qualquer dúvida, por favor, não hesite em compartilhar conosco. Teremos grande alegria em crescer com vc!
      Um grande abraço e até breve!
      Equipe WorkEPIs

  3. Jadelson Pereira disse:

    Todo calçado deveria vir com um pequeno manual de instruções de uso, aplicações, restrições ao uso e etc. Para os profissionais de segurança do trabalho quanto mais respaldo técnico melhor.

    • Equipe WorkEPIs disse:

      Caro Jadelson, bom dia!
      Muito obrigado por sua contribuição!
      Realmente foi uma excelente sugestão!
      Vamos trabalhar nisto, ok?
      Continue conosco e até breve!
      Abs,
      Equipe WorkEPIs

  4. Carlos Felipe de Souza disse:

    Boa noite Pessoal.

    Primeiramente é de suma importância parabeniza-los por este incrível trabalho que você andam fazendo, desde o lançamento do novo site até a absoluta profissionalidade de vocês resolverem os nossos problemas diário.
    Hoje estava realizando um trabalho em uma construtora e acabei me pegando em um enorme problema que é a eletricidade, um fenômeno a qual é difícil de evitar. Enfim, gostaria que vocês usássem da bondade e da expertise de vocês e desenvolvessem um post relacionado a eletricidade.

    Existem calçados para eletricidade
    Como evitar
    De que maneira é conduzida essa eletricidade
    Imprudência, negligência ou imperícia
    Etc
    Obrigado

    • Equipe WorkEPIs disse:

      Prezado Carlos Felipe, bom dia!
      Muito obrigado por suas palavras! Ficamos honrados, pois estamos trabalhando duro para atender Vc!
      Fique tranquilo, porque este material já está em nossa programação!
      Vamos levar em consideração cada item sugerido, ok?
      Em breve publicaremos! Fique de olho!
      Um grande abraço!
      Equipe WorkEPIs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *